top of page
  • Foto do escritorAdmin

INVERNO CRIPTO - A queda das criptomoedas



Um dos grandes princípios no meio dos investimentos é a diversificação, pois é extremamente importante para minimizar os riscos. Uma categoria que vem ganhando espaço são as criptomoedas, que em uma entrevista realizada pela Forbes com o Paulo Aragão, cofundador de um dos primeiros portais Brasileiros focados no mercado de criptoativos, podemos chegar à conclusão que em média as pessoas que aderem as criptos, começam alocando de 2 a 5% do seu patrimônio nessa classe de ativos.


Após o longo ciclo de alta que o Bitcoin e algumas outras criptomoedas apresentaram, muito se tem falado sobre termos entrado no inverno cripto, momento marcado com o término do ciclo de alta após o Bitcoin bater seu topo histórico e iniciar um movimento de correção.   


Caso você tenha caído de paraquedas aqui e não compreenda o que é Bitcoin, criptomoedas, temos outro artigo que trata sobre isso com mais detalhes: O que está por trás do Bitcoin?


Ciclos fazem parte


Assim como na bolsa de valores, o mercado de cripto é constituído por ciclos, há momentos de baixa e de alta, apresentando desde euforia até descontentamento em relação ao investimento.

Há diversas formas de mensurar em qual momento de mercado estamos, uma delas é através de indicadores chaves, como o Crypto Fear & Greed Index, sendo possível obter um panorama melhor do mercado atual, colaborando para sua tomada de decisão.


Quanto tempo dura o inverno?


Após as criptos atingirem o seu topo histórico, é normal de se esperar um movimento de realização de lucros por parte de alguns investidores, o que pode acarretar ao movimento de queda na cotação das moedas.


Não é possível definir quando é o fim do inverno cripto, é difícil saber qual é o momento em que a tendência irá reverter, portanto, alguns pontos merecem uma atenção especial.


Cuidados que se deve ter


É muito importante ter cuidado com alguns projetos de altcoins, que são moedas alternativas ao Bitcoin. Ao mesmo tempo em que essas altcoins podem proporcionar lucros exponenciais, elas podem virar pó caso não possuam um projeto bem fundamentado por trás.


Uma forma de passar pelo inverno cripto é garantindo que você possui alocação em bons projetos de criptomoedas. Para quem acredita no projeto da criptomoeda enquanto ela mantém seus fundamentos, o pensamento de longo prazo é uma boa alternativa para o momento do inverno, onde também pode proporcionar momentos ideias de aumentar a exposição na cripto, obtendo um retorno maior no médio/longo prazo.


Como não se sabe quando a tendência vai reverter, em momentos de mercado em queda, tanto o mercado de bolsa, quanto o de cripto, uma alternativa viável é fracionar os aportes, colaborando para um preço médio melhor, sempre ponderando a sua relação com o risco e como anda a diversificação da sua carteira de investimentos, evitando ficar muito exposto a uma determinada classe de ativos.


“Compre ao som de canhões e venda ao som de violinos” – Warren Buffet


João Pedro Costa Salgueiro

Graduando em Ciências Econômicas

Membro da Equipe de Mídias da UFES Finance




95 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page