top of page
  • Foto do escritorAdmin

Não quer depender do INSS? Saiba as vantagens da previdência privada


Atualmente, para cumprir os requisitos para conseguir a aposentadoria por idade, para trabalhador urbano, o beneficiário precisa comprovar a carência mínima de 180 contribuições (15 anos de tempo de contribuição), e, ainda, possuir a idade mínima de 65 anos, se homem, ou a partir de 61 anos e 6 meses, se mulher.


Esclarece-se que a aposentadoria pelo INSS é um dos benefícios garantidos pelo governo para os trabalhadores contribuintes. Ocorre que, com as últimas alterações com a Reforma da Previdência, a previdência privada tornou-se uma opção mais atrativa para muitos brasileiros.


Frisa-se que, conforme artigo publicado pelo e-investidor¹, ter uma previdência privada é um bom caminho frente à incerteza envolvendo o valor e o direito à aposentadoria pelo Governo, a chamada previdência social, tendo em vista que, devido ser pública, depende de alterações e tomadas de decisões por parte do Executivo.


A previdência privada, por sua vez, trata-se de planejamento financeiro pensado para o futuro, que pode ser destinada tanto à aposentadoria, como também aos estudos dos filhos, compra de imóveis, viagens, entre outros.


O intuito da previdência é ser um investimento a longo prazo, de forma flexível, através do qual você recebe a contribuição investida ao longo dos anos somada com os rendimentos mensalmente ou em uma única parcela.


Mas qual vantagem de investir na previdência privada?


Entre as principais vantagens importante destacar os benefícios fiscais concedidos a esta modalidade, uma vez que com esse investimento é possível pagar menos imposto de renda², a partir do plano contratado, que pode ser o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre).


A VGBL é indicada para pessoas isentas do IR ou que fazem a declaração simplificada, uma vez que nesse tipo de declaração é aplicado um desconto único de 20% do imposto para que o contribuinte abra mão de outros tipos de deduções³.


Já a PGBL é indicada para quem faz a declaração completa do IR e que possuem imposto retido na fonte, a vista que essa modalidade permite que você deduza o valor das contribuições da sua base de cálculo do IR, com limite de 12% da sua renda bruta anual.


Ainda em relação aos benefícios fiscais, existem as tabelas de tributação, que podem ser progressivas ou regressivas. Sendo assim, para valores investidos por mais de dez anos com a tabela regressiva, por exemplo, é possível alcançar a menor alíquota de IR do mercado. Já a progressiva, tem uma alíquota fixa de 15% no momento do resgate, mas esse valor pode ser compensado na declaração de IR, podendo variar de 0% a 27,5%².


Além disso, a previdência privada permite ao investidor um resgate rápido e versátil, através do qual este escolhe a melhor oportunidade para realizar o resgate, de forma parcial ou total, temporária, ou vitalícia, desde que esteja fora do prazo de carência, que é de 60 dias após a contratação ou movimentação de saída.


Clarissa Pitanga Malta

Graduanda em Contabilidade e Direito

Equipe de Mídias


Referências:


¹https://einvestidor.estadao.com.br/educacao-financeira/previdencia-privada-como-funciona-e-como-investir?amp&gclid=CjwKCAjwt7SWBhAnEiwAx8ZLatkXU5-axurs2TQtGEwFbM0XWDlwEY324WTPNeuQL0X4nSyyiRHI8hoC7mMQAvD_BwE


²https://www.revistaapolice.com.br/2021/10/6-vantagens-de-investir-em-previdencia-privada/#:~:text=Entre%20as%20principais%20vantagens%20da,todas%20as%20vantagens%20da%20previd%C3%AAncia.


³https://www.onze.com.br/blog/pgbl-ou-vgbl/#:~:text=Naturalmente%2C%20o%20VGBL%20%C3%A9%20a,de%20outros%20tipos%20de%20dedu%C3%A7%C3%B5es.


48 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page